comanda individual para consumo em bar restaurante padaria e casa noturna

Equipamentos de Automação Comercial: Comanda Individual

Os equipamentos necessários para automatizar o seu negócio dependem da estrutura operacional dele. Para um bar, restaurante, ou casa noturna, a necessidade de alguns equipamentos acaba diminuindo, enquanto a de outros aumenta.

 

Se o seu negócio for um bar ou casa noturna que vive lotado, pode ser que instalar totens acabe cortando os custos fixos de ter mais funcionários atendendo os clientes e fechando as contas.

 

Para restaurantes, equipamentos de automação comercial voltados ao atendimento ao cliente são mais comuns! Por exemplo, telas de produção, terminais de atendimento, e o sistema de pagamentos TEF são encontrados em diversos estabelecimentos.

 

Como esses equipamentos de automação comercial já existem há um tempo, a tecnologia já barateou muito. Eles são para o negócio o que um painel solar é para uma casa. Mesmo precisando ter um investimento inicial separado para cobrir o custo do equipamento, a economia e acesso à informação ao longo dos meses acaba valendo a pena.

 

Mas, agora que já estamos na mesma página, vou mostrar para vocês alguns desses equipamentos de automação comercial. Cada semana eu vou trazer um equipamento diferente, então fiquem atentos!

Comanda Individual

 

As comandas individuais são os cartões ou papéis entregues quando o cliente entra no estabelecimento, seja ela casa noturna, bar, restaurante ou comércio. Elas dão a liberdade para o consumidor andar pelo estabelecimento e consumir ao mesmo tempo, melhorando a experiência do consumidor enquanto maximiza o ticket médio por cliente.

 

Sim, acredite ou não, comércios usam essa tecnologia há muito tempo! Por exemplo, nos Frangos Assados, Castelos da Pamonha, e até em mercados locais e padarias que misturam venda com mercearia, a solução mais viável é a comanda individual. Enquanto algumas pessoas podem optar por adquirir os produtos artesanais que são oferecidos, como mel e cachaças produzidas localmente – e que não precisam ser computadas na comanda -, eles também podem tomar um café enquanto descansam da estrada.

 

Por outro lado, em bares a comanda pode ser utilizada tanto para os consumidores individuais quanto para as mesas nas quais eles estão sentados. Dividir por mesa acaba cancelando a necessidade de ter comandas, então eu vou falar apenas da primeira situação. Para os consumidores individuais é o ideal, porque no ambiente de bar enquanto alguns querem beber, outros também querem comer. Nesses casos, as comidas nem sempre podem ser compartilhadas, seja pela restrição dietética de algumas pessoas ou escolha pessoal.

 

Por exemplo, quem nunca ficou até o final de uma comemoração de aniversário, quando a conta chegou? Se para os atendentes já é difícil ficar pagando separado, imagina para os consumidores que ficaram para trás, na hora de dividir a conta?

 

Restrições de dieta podem incluir algo tão sério quanto alergia à glúten até escolha própria, como vegetarianismo. De qualquer maneira, para melhorar a experiência do consumidor, é melhor que cada um pague aquilo que consumiu. Até porque, imagina a dor de cabeça de precisar cobrar uma porção de torresmo de alguém que não come carne há anos?

 

Para que as comandas individuais funcionem perfeitamente, você vai precisar incluir outros equipamentos capazes de ler o código de barras dela, seja o swiper de cartão ou o leitor de barras, para assim não entrar no risco do atendente digitar o número errado.

Você pode escolher cadastrar o usuário ou não na comanda, sendo pré ou pós paga. A diferença é que, cadastrando o usuário na comanda, você vai evitar aquele transtorno de perda de comanda ou comandas trocadas, podendo facilmente identificar, pelo cadastro, a quem pertence. Nesses casos, é bom ter uma tela de visualização nos pontos de atendimento para poder verificar a identidade do consumidor em questão.

 

Esses pormenores fazem o usuário se sentir mais à vontade no estabelecimento, consumindo mais de acordo com o tempo que ele passa dentro dele. Quão mais seguro você se sente dentro de algum lugar, maior será o tempo de permanência, aumentando o ticket médio do consumidor.

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.