teste

Como Otimizar o seu Android para Atendimento Mobile

Como todo e qualquer sistema operacional – seja em um celular, tablet ou computador – a performance dele começará a cair depois de usá-lo por um certo tempo. Celulares e tablets deveriam ser mais leves e rápidos, especialmente por serem utilizados no dia a dia e enquanto transitamos entre as nossas responsabilidades. No entanto, nem sempre é assim.

 

Quer ter o melhor dos dois mundos, unindo performance com mobilidade? Saiba que você vai precisar fazer uma faxina no teu dispositivo.

 

Não se preocupe, que aqui a gente te ensina como!

 

Se você reparou que o seu dispositivo Android andou pecando para baixo, ficando mais lento naquelas horas cruciais, então está na hora de dar um jeito nele. Entupir ele de apps e plug-ins é compreensível, mas é algo que deve ser evitado mesmo se seu aparelho tem muita memória.

 

Independente se você vai usar celulares novos ou antigos para o seu negócio, a gente vai te mostrar como impedir que eles fiquem lentos ao ponto de atrapalhar no atendimento de seus clientes e sua operação.

 

1) Conheça o seu aparelho

 

Saiba o que você vai precisar instalar nele, e escolha um aparelho que não fique completamente impossibilitado pelo tamanho do aplicativo ou software que você for utilizar nele.

 

Isso não significa “não instale nada”, e sim descubra qual o mínimo viável para realizar as tarefas de maneira aceitável. Para jogos ou aplicativos de edição audiovisual, é melhor ter um processador mais forte, como também um cartão de vídeo que consiga suportar os gráficos do jogo em questão, por exemplo.

atualize o seu celular para melhorar o desempenho dele no atendimento mobile em seu estabelecimento

Já, para o software do EPOC CLOUD ou outros apps de produtividade e gestão, o ideal é ter, para tablets, pelo menos:

 

 

  • 2 GB de memória RAM
  • 16 GB de memória interna (com ou sem cartão de memória)
  • Processador 1.2 GHz Quadcore
  • Android 5 ou superior instalado

 

Para celulares, é necessário:

 

  • 1.5 a 2 GB de memória RAM
  • 16 GB de memória interna (com ou sem cartão de memória)
  • Processador 1.2 GHz Quadcore
  • Android 6 ou superior instalado

 

2) Atualize o seu aparelho

 

Se você ainda não atualizou o seu Android para a última versão do sistema operacional, faça isso agora. Aquela pequena empresa, conhecida como Google, melhora e otimiza diversos aspectos de seu sistema operacional a cada atualização.

 

As atualizações costumam ser direcionadas para melhorar e estabilizar o sistema operacional, independente de quão grande for o software (ou aplicativo) que está sendo rodado nele. As conexões também são otimizadas com cada atualização, impedindo com que ela falhe no meio de algum download ou operação.

Para atualizar o seu Android, você precisa entrar nas “Configurações”, e clicar em “Atualizar Aparelho”. Vale a pena permitir a atualização automática sempre que você conectá-lo ao carregador e Wi-Fi!

 

Alguns aparelhos até permitem agendar um certo horário, por exemplo, de madrugada, para sempre procurar por novas versões e já atualizar enquanto você descansa.

 

3) Retire do celular os apps que não for usar

 

Todos os aplicativos que você instala no seu celular acabam ocupando espaço de armazenamento. Sem contar que, enquanto você usa o seu celular, eles também podem estar realizando operações no background (por exemplo, para você receber mensagens por Whatsapp mesmo sem ele aberto, ele precisa continuar rodando os processos no background).

 

Ou seja, dependendo de quantos aplicativos você tiver instalado no seu tablet ou celular, mais devagar ele vai ficar, mesmo não usando esses aplicativos.

 

Em outras palavras, desinstale eles para que os que você de fato usa poderem ficar mais ágeis, melhores e sempre atualizados!

 

Se não for possível desinstalar alguns aplicativos, desabilite eles. Assim, mesmo se você não conseguir liberar aquele espaço na memória do seu celular, você vai impedir com que ele rode operações no background. Você consegue desabilitar os aplicativos do seu celular entrando no “Assistente de Performance” nas “Configurações”.

 

Ao contrário da desinstalação, desabilitar aplicativos não deleta nenhum arquivo deles, apenas impede com que eles fiquem rodando em paralelo com os outros.

otimizar o celular para atendimento mobile tambem significa tirar os apps que voce nao usa para ele rodar mais rapido

Para excluir apps que você mesmo instalou:

  1. Abra o app Configurações do dispositivo;
  2. Toque em Apps e notificações;
  3. Clique em Informações do app;
  4. Toque no app que você quer desinstalar. Talvez seja necessário rolar a tela para encontrar o app;
  5. Toque em Desinstalar.

Ou:

 

  1. Acesse o menu do Android e localize o aplicativo que você quer desinstalar. Feito isso, toque sobre ele e mantenha o dedo pressionado;
  2. Arraste o ícone do aplicativo para “Desinstalar”, no canto superior esquerdo da tela. Por fim, toque em “OK” para confirmar a desinstalação;

4) Atualize os Apps que você usa!

 

Você deveria regularmente entrar no Google Play ou na central de aplicativos do fabricante do seu celular para atualizar os apps que você usa. Sim, parece o contrário daquilo que falei até agora, e muitas vezes é chato ficar entrando para atualizá-los, mas as novas versões sempre chegam repletas de melhorias.

 

Os desenvolvedores trabalham para melhorar a sua experiência, como usuário, dos aplicativos e softwares que eles desenvolvem. Assim sendo, todas as atualizações são lançadas não para sobrecarregar o seu celular ou tablet, mas sim para otimizar os processos e solucionar os bugs – erros operacionais e do sistema – que forem encontrados.

 

As atualizações melhoram os aplicativos e softwares que você usa, e isso é um fato. Então, ao invés de ficar esperando a notificação de atualização – que costuma ser rejeitada por impulso -, se organize para que as atualizações sejam feitas nos horários nos quais o estabelecimento estará fechado, ou de pouco movimento.

 

Imagina só se os tablets e celulares começassem a instalar a atualização na hora do atendimento? Entre nas configurações, e decida quando elas serão instaladas!

 

5) Invista em Cartões de Memória

 

O cartão de memória é o que dá aquele respiro a mais para o seu celular. Quando não há mais espaço – ou até quando ainda falta um pouco – a velocidade dele cai como um todo, sofrendo em termos de performance.

 

Em outras palavras, cartões de memória não são usados só para espaço, mas também para performance. Hoje em dia há cartões de memória que possuem entre 2GB e 32GB, com pouca variação de preço.

cartao de memoria para celulares e tablets otimiza atendimento mobile

Procure transferir os seus aplicativos, fotos, e quaisquer outros conteúdos que você possa ter no celular para o cartão de memória. A memória interna do seu celular é utilizada pelo processador dele para tarefas operacionais. Então, dessa maneira, é melhor você encher o cartão de memória antes da memória do celular, para que ele continue rodando como se fosse o primeiro dia de uso!

 

O que realmente importa, é a questão da otimização da performance do celular. Então, independente se você escolher o de 2GB ou o de 32GB, busque um que seja de Classe 6 ou Classe 10 para o seu celular. Assim, as operações de leitura e abertura de aplicativos ficará muito mais rápida!

 

6) Desinstale os Widgets

 

Widgets não são aplicativos, que começam a rodar se você abrir eles e continuam rodando se você não fechá-los. Widgets são ferramentas que sempre estão funcionando no background do seu celular.

 

Enquanto alguns são usados para ver qual o clima da sua cidade – e das outras três que um dia ainda vamos visitar -, outros estão lá para te avisar das suas tarefas do dia a dia. Sem contar que há diversos widgets para facilitar o acesso ao bluetooth, wi-fi ou GPS.

 

Ou seja, coisas pequenas que não precisam de um botão específico.

 

Mesmo todos tendo seus usos, ter widgets demais vão impedir com que o seu celular funcione direito.

 

7) Evite Wallpapers Animados

 

Sim, eles são muito divertidos. Ficar vendo a tela de fundo se mover, os peixes passando – entre todas as outras possibilidades – é bom para o entretenimento, mas não para o seu dispositivo celular.

 

Os wallpapers animados que forem feitos pelas empresas que produzem os celulares são melhores nesse sentido, mas ainda assim ocupam muito espaço.

atualize o seu android para melhorar o atendimento em seu restaurante bar casa noturna com atendimento mobile

Já, os fundos de tela divertidos, de criadores independentes, normalmente não são 100% compatíveis com o aparelho. Por isso, eles vão precisar de mais ciclos da CPU (utilização do processador e da memória RAM) para conseguir rodar, drenando a bateria do celular e tornando os aplicativos e softwares mais lentos.

 

8) Pare de Sincronizar!

 

Sincronização é muito bom para quem está esperando mensagens ou emails importantes – ou até likes e comentários na nova foto que você ACABOU de postar. E só.

 

Mantendo a sincronização ativada, você vai receber notificações sempre que algum email aparecer. Como também para todos os updates disponibilizados para aplicativos baixados, falhas no backup automático, entre diversas outras coisas que vão acabar drenando a sua bateria e o plano de dados.

 

Para buscar essas informações junto ao servidos, o aparelho usa um mecanismo de atualização automático em um intervalo pré-determinado. Este processo pode ser feito de duas maneiras, ou o app faz um “pull notification”, ou seja, ele “olha” a sua caixa de entrada a cada 5 minutos para ver se chegou algo novo. Ou existe também o servidor que faz um “push notification” e “força” o recebimento dos dados pelo aparelho.

 

Você manter a sincronização automática desativada, e apenas usar ela quando você estiver esperando algo importante!

 

9) Desative todas as Animações

 

ATENÇÃO: Somente para usuários avançados. Mexer nas configurações do celular com o modo desenvolvedor pode resultar em “bricking”, ou seja, transformar ele em um peso de papel por conta de alguma alteração no sistema.

 

“Mas eu não tenho animações no meu celular, nunca baixei!”

 

Acredite ou não, todos os celulares, hoje em dia, já chegam com as animações ativadas. Isso não significa que a Apple ou o Android fizeram uma parceria com a Disney, longe disso!

 

O que isso significa é que, todas as vezes que você fecha (ou abre) um aplicativo ou até abre o menu principal, a tela faz um “fade out”, como se estivesse entrando para o fundo do seu celular, ou um “fade in”, como se estivesse brotando para cima. Isso também é uma animação, que utiliza transparências e efeitos, o que acaba utilizando muito mais memória RAM e CPU do seu aparelho mobile, gastando sua bateria e deteriorando a performance dos apps por um mero “apelo visual”!

como destravar o celular para modo desenvolvedor

Clique na imagem para ampliar

Você consegue desativar isso nas configurações do seu celular. Além das animações tanto de janela como de animador, desative também as animações de transição, para poupar ainda mais processamento!

 

Para isso, você vai precisar habilitar o Developer Mode*. Basta entrar nas “configurações do aparelho”, e clicar em “informações do aparelho”. Feito isso, pressione no item “build number” 7 vezes seguidas e pronto! O modo desenvolvedor (Developer Mode) estará ativado.

 

No próprio modo desenvolvedor, você consegue restringir a quantidade de processos para 4, garantindo assim que diversos apps não fiquem abertos ou rodando no fundo do seu celular.

 

10) Use um Task Killer ou Administrador de Tarefas

 

Hoje em dia há diversos aplicativos com essa função, além do próprio Administrador de Tarefas do Android. No entanto, o app nativo (o que já vem instalado) é utilizado apenas para fechar os programas que estão rodando no background. Para impedir que alguns programas sejam utilizados, é necessário baixar o aplicativo específico. Alguns fabricantes de aparelhos, como a Samsung, já incluem programas deles como o “Device Maintenance” para otimizar a performance.

 

O Advanced Task Killer e o Super Task Killer Free impedem que processos e programas fiquem drenando a bateria do seu celular no background. Basta baixar o programa e configurar ele para que funcione de maneira automática.

 

Depois, é só atualizar e aproveitar as horas extras de bateria!

atualizar apps para render melhor

11) Trave o acesso a outros Aplicativos

 

Okay, todos sabemos que isso é impossível. No entanto, o que dá para fazer é travar o uso de outros aplicativos no celular – algo essencial para o atendimento mobile.

 

Você consegue impossibilitar o acesso ao WhatsApp, Tinder, Gmail, Cartola, e todos os outros aplicativos que forem baixados no seu celular, usando nada mais e nada menos do que… sim, um aplicativo!

 

Dessa maneira, se você usa o celular para atendimento mobile em restaurantes, casas noturnas, ou bares, você vai impedir com que os seus funcionários usem os aparelhos para qualquer outra coisa que não seja atender os clientes. Além de otimizar o atendimento, você consegue fazer com que a sua equipe foque 100% no que precisa ser feito, sem comprometer a performance do aparelho utilizado!

 

O aplicativo se chama AppLock, e é super simples de usar. Basta baixar ele no aparelho, configurar a senha de acesso (essa senha vai permitir com que você ative ou destrave o modo bloqueio) e indicar quais aplicativos precisam ser “desativados”. Também existe a opção de usar a biometria ao invés da senha, mas isso depende plenamente de você e se o aparelho o permite!

 

Ao travar o celular, você tem a segurança de que o aparelho esteja sendo usado somente para o atendimento mobile no seu estabelecimento, seja ele restaurante, bar, casa noturna ou comércio. Além disso, a velocidade, memória e bateria do aparelho vai estar otimizada para que os pedidos sejam enviados corretamente utilizando o aplicativo do EPOC Cloud. Se lembre, quando for adequar a infraestrutura do seu estabelecimento para isso, dedique uma rede apenas para o atendimento. Assim, erros sistêmicos como pedidos duplicados ou incompletos não acontecerão.

Se você seguir todos os passos acima, sem dúvidas o aparelho que você comprar para utilizar no atendimento do seu estabelecimento vai manter o mesmo nível de desempenho. Assim, você assegura que o atendimento no seu bar, restaurante, comércio ou qualquer que for a operação do seu estabelecimento ficará como se fosse o primeiro dia de uso!

 

Se inscreva na nossa newsletter para saber as novidades sobre tecnologia, gestão, operação e automação comercial!

 

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.

1Comentário

Postar um Comentário

Comentário
Nome
E-mail
Site