como_treinar_a_equipe_do_seu_restaurante_para_aumentar_vendas

Equipes de Sucesso para Restaurantes: Como Treinar?

Conseguiu achar os funcionários certos para a equipe que ficará no salão? Isso já é grande parte do caminho andado… mas, treinar esse pessoal pode ser difícil. O resto dessa trilha é uma subida só, mas não esquenta que a gente facilita para você!

 

Como definir os objetivos para que todos estejam na mesma página? Sem contar que, por causa da quantidade de vagas disponíveis nesse mercado, às vezes reter os funcionários acaba sendo a parte mais complicada. Aí você fica em dúvida: fazer um treinamento simples e direto, para que qualquer novo atendente possa pegar o ritmo rapidamente, ou; investir em um plano de benefícios para reter o talento? Eaí, o fogo ou a frigideira?

 

Se você escolheu a primeira, continue lendo para pegar umas dicas valiosas para priorizar o treinamento da sua equipe, e se você se interessar você também pode baixar o ebook que escrevemos sobre isso clicando no botão abaixo. Sobre a segunda, a gente conversa depois!

Checklist de Treinamento para Funcionários de Atendimento em Restaurantes

 

Título longo só ajuda você, que está pesquisando soluções para os seus problemas, encontrar as respostas certas! Aqui vai o checklist.

 

Foque na relação do seu funcionário com o cliente

 

Querendo ou não, a melhor vitrine para o seu negócio são os seus clientes. Se eles saírem satisfeitos de lá, tanto com a comida quanto com o atendimento (ou seja, com a sua operação), eles irão recomendar o restaurante para os amigos e a rede de amizades que eles têm, seja através do bom e velho boca a boca ou seus primos digitais: Instagram, Facebook e Twitter.

 

Quem é a melhor pessoa para fazer com que a experiência dos seus clientes seja a melhor possível? Isso você já sabe, mas só pra reforçar: são os seus funcionários.

 

Antes de fazer eles botarem a mão na massa, ensine que bater não ajuda, mesmo quando é questão de revidar.

 

Se você tem dúvidas sobre os direitos do consumidor, leia nosso post! Se você não sabe como preparar os seu estabelecimento para evitar justa causa, leia este artigo.

treinamento_para_estabelecimento_equipe_de_atendimento_funcionario_capacitado

Sabendo isso, capacite a sua equipe para resolver problemas

 

Primeiro, a sua equipe precisa entender a maneira certa de como interagir com os clientes. Segundo, eles precisam ter a capacidade de resolver os problemas dos seus consumidores, ou pelo menos direcioná-los à pessoa certa para fazê-lo.

 

Os seus atendentes são a linha de frente da sua operação. Eles têm contato direto com os seus consumidores, portanto, eles precisam entender o seu negócio bem o suficiente para poder ajudar quando algum problema surgir. Se eles não se importam com o seu negócio, o seu cliente vai perceber isso.

 

Ou seja, todo o trabalho que você fez lá na primeira dica para assegurar que tudo ocorra conforme os mais altos padrões da educação, vai por água abaixo no momento que o cliente achar que o seu funcionário não tem a capacidade para ajudá-lo.

 

Padronize a abordagem e postura na hora do atendimento

 

Essa padronização ajuda nos outros pontos, como também a treinar os futuros funcionário que passarão pelo seu estabelecimento até formar a equipe certa. A padronização não significa tirar toda a personalidade dos seus funcionários até eles virarem robôs, e sim padronizar o jeito que eles abordam os seus clientes, antes de deixar a personalidade transparecer.

 

Porque isso é importante? Muitas pessoas possuem barreiras de todos os tipos, por motivos tão diversos quanto as cores de borboletas da fauna brasileira. Cada um carrega a marca que as suas experiências de vida trouxeram, e isso é uma coisa a ser respeitada.

 

Sem contar que, por azar, pode ser aquele cliente brigou com o chefe, ouviu várias da sogra, e ainda por cima esqueceu de comprar o livro para o filho por causa do trânsito no caminho de volta para casa. Você pode não ter feito nada, mas ele só está esperando um passo em falso para liberar o dragão em cima de alguém.

Crie rotinas, e reforçe elas sempre que possível

 

Se você não possui um padrão para rotinas de segurança e limpeza, como também orientações especiais para clientes, a sua operação vai se tornar uma rifa, onde todos que não tiram o funcionário premiado acabam com o funcionário incompetente.

 

Pior ainda, não é nem questão da competência do funcionário, mas o cliente que volta pode ter gostado tanto do jeito que ele foi atendido, que ser atendido de uma maneira diferente pode decepcioná-lo. Cada ponto de contato com o seu consumidor é algo que você pode organizar e criar um processo em cima, mostrando à sua equipe o jeito que você gostaria de ser atendido, sempre que fosse ao restaurante.

 

Sem contar que, sem rotinas, sempre vai existir aquele malandro que prefere atender os clientes novos do que limpar a mesa depois que os clientes atendidos saírem. Evite problemas internos e externos, priorize os processos!

treinamento_equipe_restaurante_atendimento_cliente_satisfacao_otimizacao_como_treinar

Porque, com processos, você consegue criar métricas. Com as métricas, você consegue ter um histórico. Já, com o histórico, você pode criar metas para assim crescer o seu negócio! Se você quiser ler mais sobre esse assunto, entre aqui.

 

Invista no desenvolvimento profissional dos seus funcionários

 

Um funcionário feliz é um funcionário valioso, porque a felicidade é contagiante. Se você conseguir manter a sua equipe de atendimento motivada, você vai conseguir transformar o seu estabelecimento em um lar, de tão aconchegante e acolhedor que ele será!

 

Para manter a sua equipe motivada, invista em planos de benefícios por performance – sempre se lembrando que o plano precisa se pagar -; workshops para as diferentes áreas; parceria com cursos de línguas; entre diversos outros. Os limites da motivação são os limites da imaginação!

 

O ideal é começar com coisas que vão melhorar o desempenho deles nas próprias áreas. Se os drinks do seus estabelecimento não estiverem saindo como você queria, faça um workshop de mixology para os seus funcionários do bar. Se você filmar e fotografar o curso, divulgando o conteúdo nos canais certos, os resultados virão! Basta estar motivado (para motivá-los!)

 

Cursos de marketing e vendas para os garçons também sempre ajuda. No final das contas, aprender a teoria por trás das vendas facilita na compreensão e prática desses métodos que influenciarão o seu faturamento!

Tudo isso para dizer…

 

… Que essas e mais outras dicas você encontra no ebook que fizemos para você realmente estruturar a sua operação, e alavancar as vendas! Nesse post reunimos apenas algumas, com uma breve explicação de cada, mas no próprio ebook você conseguirá achar todas elas com detalhes sobre como organizar os processos, os tipos de interação que você deve reforçar entre os seus funcionários e clientes, e muitos outras dicas!

 

Parece direto ao ponto, não é? Pois bem, é assim que deveriam ser os treinamentos e as diretrizes que você vai usar nos treinamentos dos novos – e reciclagem dos velhos – funcionários. No treinamento em si, você pode distribuir um panfleto com as “normas” do código de conduta que você desejar, para que os seus atendentes sempre tenham em mãos caso precisem.

 

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.

Nenhum comentário

Postar um Comentário

Comentário
Nome
E-mail
Site