O Futuro da Automação Comercial no seu Estabelecimento

O futuro da automação comercial já chegou para o Brasil. Hoje em dia existem diversos softwares de automação, com diferentes especializações e nichos, para automatizar a operação dos diversos tipos de estabelecimentos que existem. Desde Foodtrucks a Restaurantes, Casas Noturnas e Bares, as opções são tão diversas quanto os comércios que existem no mercado hoje em dia.

 

As novidades sobre automação comercial que estão por vir são focadas na parte fiscal das operações (leia o post sobre as novas multas fiscais clicando aqui). O endurecimento da fiscalização já mostrou que ainda existem muitos comércios que estão em condição ilegal nesse sentido. Só nos últimos 6 meses, os estabelecimentos que foram pegos atuando fora das leis fiscais incluem redes de estacionamentos, academias, restaurantes, bares e baladas. No sul, foi descoberta uma operação que sonegou valores acima de R$ 1 bilhão!

 

O gerente de projetos da Bematech, Fábio Romano, relata a importância de se adequar fiscalmente às novas leis, e como os softwares de automação comercial são capazes de facilitar isso para os comerciantes. O Brasil como um todo está passando por um processo de atualização desses sistemas e tecnologias que permitem e facilitam a fiscalização constante, e o dever do mercado é oferecer soluções inteligentes para acompanhar essa mudança.

 

Romano fala sobre as tecnologias fiscais adotadas pelos diferentes estados, como a nota fiscal de consumidor eletrônica (NFC-e) que substituiu o emissor de cupom fiscal (ECF). Os diversos estados brasileiros já possuem cronogramas para a implementação dessas tecnologias que facilitarão a fiscalização, e em São Paulo o uso dela vem crescendo a cada mês.

 

Para os softwares de automação comercial já existentes, Romano fala sobre as dificuldades em atualizar o código para que os mesmos softwares possam ser usados para as novas normas fiscais exigidas. Como a grande maioria dos softwares de automação para operações de frente de caixa foram feitos para comunicar com o ECF, o principal desafio é atualizar o programa sem elevar demais os custos, como também o tempo e custos que leva para finalizar o desenvolvimento.

 

Essa tecnologia e diversas outras são implementadas para providenciar maior independência para os varejistas e donos de estabelecimentos comerciais. A vantagem de softwares de automação comercial é a quantidade e variedade de formatos nos quais é possível realizar as vendas. Os donos e sócios de estabelecimentos que usam essa tecnologia têm o benefício de usar desde tablets, celulares à totens de autoatendimento para facilitar as vendas. Assim, o estabelecimento em questão pode inovar sem precisar reformular a estrutura por completo!

Vemos também a tendência do uso de informações armazenadas na nuvem, assim como crescimento do uso de big data favorecerá o varejista para realizar o cruzamento desses dados armazenados, gerando estratégias e um alto volume de informações que poderá ser muito importante para tomada de decisões.

 

Para muitos estabelecimentos, coletar e analisar informações acaba sendo uma tarefa difícil e trabalhosa, dependendo do sistema utilizado. Com a automação comercial, essas informações são geradas e guardadas em servidores confiáveis, de fácil acesso. Sem contar que, dependendo do software de automação utilizado, os relatórios de business intelligence (inteligência de mercado – para saber mais sobre o assunto, clique aqui) são feitos pelo próprio sistema, seja sobre vendas, processos operacionais, ticket médio, atendimento, e diversos outros.

 

Armazenar esses dados na nuvem, além de facilitar o processo de coleta e análise automáticas, também permite com que os sócios, donos e administradores possam gerenciar e visualizar as informações de seus estabelecimentos de qualquer lugar do mundo. Dependendo do sistema de automação, esses dados podem ser visualizados em tempo real!

 

A grande dificuldade é a consolidação das diferentes cargas tributárias estaduais em uma nacional, como também ensinar e informar os clientes sobre as atualizações. Até que isso seja feito, os desenvolvedores de softwares e hardwares para automação irão ficar num eterno pega-pega com as normas fiscais.

 

Para o segundo desafio, Alexandre Vicente, especialista em desenvolvimento de parcerias de software da Epson acredita que o suporte omni-channel seja a solução (aqui na Oz Technology, trabalhamos com essa tecnologia!). O cliente deve ter a liberdade de consultar as informações em diversos canais, como também oferecer o máximo de opções de entrega para o cliente.

 

Temos que ser criativos e possuir produtos com altos padrões de qualidade, pois o consumidor do varejo 3.0 sabe muito bem o que quer” relata Vicente.

 

Quer ficar por dentro das novidades? Faça parte da Autocom 2017, a mais completa feira sobre automação do Brasil. Lá, as novidades desse mercado são reveladas, e especialistas são convidados para debater sobre os obstáculos que as empresas desse setor precisarão solucionar. Não fique de fora!

 

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.

Nenhum comentário

Postar um Comentário

Comentário
Nome
E-mail
Site