o_que_e_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_para_restaurante_e_bar

Entendendo o Business Intelligence para Crescer o seu Negócio

Vamos conversar sobre BI (Business Intelligence)?

 

Depois do deus-dará econômico dos últimos anos, finalmente estamos recebendo a conta que demorou em chegar. Primeiramente, parabéns aos que conseguiram segurar essa barra que é a recessão de dois anos pela qual o Brasil passou (não passamos por isso desde 1930, quando a Hebe ainda era adulta). Não foi fácil para ninguém!

 

Mas enfim, aqui a gente fala sobre negócios, como aumentar a renda, como melhorar a operação do seu negócio, entre outros. A política eu deixo para o Facebook (RÁ!).

 

Antes de falar sobre o “como”, vou te contar sobre o “o que”. Fique ligado.

 

BI (Business Intelligence) Para Todos

 

Há duas maneiras de fazer a gestão do seu negócio: você pode tentar na intuição, analisando caso a caso e rezando para que o seu chute acerte o gol; ou  investe na análise e processamento dos dados do seu negócio e do seu mercado de atuação, para assim conseguir entender o caminho a seguir em meio à mata densa de concorrentes.

 

O segundo, meus caros, é Business Intelligence, ou Inteligência de Negócio.

o_que_e_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_restaurante_e_bar

Implementar o BI no seu negócio virou uma prioridade para quem quer se destacar no negócio. Com ele, você consegue transformar em métricas todos os processos que existem dentro da sua organização. Desde a captação de novos clientes ao atendimento dos mais antigos, o BI te ajuda a entender qual o melhor caminho a se seguir.

 

Ou seja, investindo nessa tecnologia, você acaba economizando dinheiro pela otimização que ele traz para o seu negócio. Sem contar que, com ele, as suas previsões pulam de chutes, para gols de letra. Isso acontece porque, depois da coleta e análise dos dados da sua operação, você precisa traduzir os números em gráficos facilmente visualizáveis. Assim, você terá os teus dados disponíveis a qualquer hora, de uma maneira que fique fácil de entender e informar o escopo da sua operação.

 

Mas é claro, antes ter acesso à essa medida, você precisa entender o que você precisa coletar. Até porque, sem dados, a análise e o processamento se tornam impossíveis. Vamos lá!

 

Quais Dados Coletar para o BI do seu Negócio?

 

Isso é fácil, simples, e direto ao ponto. A resposta é: todos os que você puder. Não chora, o difícil é começar, mas depois que engata o difícil vai ser parar ou voltar para a vida pré-BI.

o_que_e_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_restaurante

Mas, ao invés de ficar nessa abstração de aluno de humanas, vou usar um bar para contextualizar os exemplos. Vou te falar quais dados coletar para entender a operação e as vendas do seu negócio – até porque, o que sócio proprietário gosta mesmo é dinheiro, quem gosta de página de facebook bombando é marketeiro.

 

Para vendas:

 

  • Preço, Custo, e Lucro – A trindade administrativa, a base de todos os negócios! Sempre mantenha esses valores atualizados, como também a inflação do mercado para poder analisar se a sua margem de lucro é alta o suficiente ou se dá pra dar uma incrementada.

 

  • Quantidade vendida e quantidade comprada – Esse casal, que deveria sempre andar de mãos dadas (mas, como sabemos, nem todo relacionamento é perfeito), vai te ajudar a planejar o seu negócio de maneiras que você nunca antes imaginou. Se você analisar mês a mês a quantidade vendida de cada produto, você vai conseguir prever o quanto você vai precisar comprar da próxima vez que você ligar para o seu fornecedor. Assim, vai ser fácil diminuir os gastos totais com a sua operação e o desperdício dos produtos. Isso, resumidamente, significa lucro maior.
como_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_para_restaurante_e_bar

Para operação:

 

  • Tempo de permanência – o cruzamento dos dados é necessário para aprofundar o seu entendimento do negócio. Por si só, o tempo de permanência de um cliente não significa muito, mas se você relacionar essa informação com a quantidade de itens consumidos, por exemplo, você consegue começar a entender a eficiência da sua equipe!

 

  • Quantidade de clientes atendidos – essa métrica também ajuda a entender quanto cada funcionário seu pode atender durante a operação. A quantidade de clientes atendidos vai servir de base para cálculos e análises sobre o quanto cada funcionário rende. Dessa forma, você pode definir o mínimo que você espera da sua equipe, e ir recompensando ou estimulando eles conforme a necessidade.

 

  • Ticket médio – entender quanto, em média, os teus clientes gastam é necessário para saber quais são os teus clientes mais e menos lucrativos, como também o que eles costumam consumir. Assim, você pode realizar promoções e treinamentos voltados para a otimização da sua equipe.
como_usar_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_para_restaurante_e_bar
  • Quanto tempo demora para realizar os pratos – saber quanto tempo é necessário para que os pratos sejam feitos é importante por diversos motivos. Com essa informação você pode começar a entender se o problema está no preparo, ou na entrega. Sem contar que, sabendo isso, fica muito mais fácil de se planejar nos horários de pico, além de ver qual é o máximo de pratos que você consegue servir em determinados períodos. Se você não conhece o limite da capacidade operacional da sua equipe, não tem como saber se a operação está rendendo todos os frutos possíveis!

 

Com essas informações, você consegue entender a dimensão da sua operação como ela é. Esses dados brutos sobre a sua operação te mostram onde você está no momento, mas eles não te mostram o caminho das pedras para aumentar a receita bruta. Normalmente, os pontos que levantei acima são os patamares que você vai aumentar depois que você começar a implementar o Business Intelligence no seu negócio.

 

Quer aumentar o ticket médio dos teus clientes? Então você precisa entender o que eles consomem, o que eles gostam, e como atendê-los melhor. Quer aumentar o lucro? Comece a ver onde você pode cortar os desperdícios, seja otimizando a sua equipe, ou diminuindo o prejuízo com ingredientes que passaram da validade.

 

Existem diversas maneiras de cruzar os dados para começar a ver o que pode ser mudado e otimizado no seu restaurante, bar, mercearia, ou qualquer outro negócio que você tiver. Sem contar que, planilhando direitinho, dá pra visualizar tudo isso rapidamente, especialmente se você começar a fazer gráficos!

 

Mas, sobre isso, a gente fala no próximo post!

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.