Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_para_aumentar_vendas_no_estabelecimento

Aplicando o Business Intelligence para Crescer o seu Negócio

Aaaah quer dizer que você ficou curioso pra saber como dar aquele passo pra frente com as informações do seu negócio? Não se preocupe, porque aqui mesmo a gente te fala o que fazer com esses dados para melhor entender – e otimizar – o que acontece dentro do seu estabelecimento!

 

Para quem não leu outro post, é só clicar aqui. Lá eu falei sobre quais dados coletar, e aqui vou abordar como relacioná-los para fazer a sua operação render ainda mais!

 

O Que Fazer Com Essa Informação da Logística do seu Estabelecimento

 

Primeiramente, você precisa definir os seus objetivos. Você quer atender mais clientes? Então é necessário analisar os dados de venda e operacionais. Você quer vender melhor? São os mesmos dados, mas analisados de forma diferente.

 

Continuando com o exemplo do bar:

 

Para entender onde é possível melhorar, antes você precisa ver onde se encontra a estrutura operacional do seu bar. Isso significa analisar os dados sobre a rapidez com a qual o seu cliente é atendido; o quanto os seus clientes gastam no seu negócio; quantos pratos e bebidas eles pediram; como também quanto tempo eles ficaram no seu estabelecimento. Essas são métricas de eficiência, que te ajudam a entender o nível e a motivação da sua equipe também.

 

Agora, quando você relaciona elas, você consegue entender:

 

  • O ticket médio dos seus clientes – essa é a mais fácil, e a mais importante! Você só precisa saber quantos clientes você atendeu durante a sua operação, e quanto você faturou. É só dividir o que você faturou com quantos clientes você conseguiu atender, e isso vai te mostrar quanto, em média, os seus clientes estão gastando no seu negócio. Isso vai te ajudar a entender se você precificou os seus produtos corretamente, porque, no final das contas, a conta final tem que fechar.
Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_para_aumentar_vendas_no_restaurante
  • Se os seus produtos são valorizados pelos seus clientes – quando você analisa a quantidade de clientes atendidos com os pratos e bebidas que mais saem, você consegue ver se os seus funcionários estão conseguindo vender os drinks premium da casa; e se os seus clientes apenas pedem petiscos para acompanhar as bebidas ou se eles gostam da comida ao ponto de pedir uma refeição.

 

  • Se os seus clientes estão sendo bem atendidos – quando você relaciona o tempo médio de permanência dos seus clientes com a quantidade de pedidos que eles fizeram, você consegue ver se os seus funcionários são eficientes. Claro, pode ter gente que acaba indo mais para conversar do que qualquer coisa, mas isso não significa que eles não podem consumir. Já tive noites que eu não parei de falar um segundo, mas, por causa de um garçom atencioso que não deixava meu copo esvaziar, acabei gastando dinheiro além de saliva.

 

  • Se os pratos estão demorando pra sair – essa é importantíssima, porque, antes de tudo, você deveria saber quanto tempo demora para que os pratos e petiscos sejam feitos. Sem contar que, quando você começa a analisar os hábitos de consumo dos seus clientes, você consegue entender quais são os horários nos quais cada prato é pedido com mais frequência. Sabendo isso, você consegue deixar alguns ingredientes, molhos, e até guarnições já prontas e separadas, para agilizar o atendimento. Confia em mim, não há nada melhor do que ver um prato que você pediu sair rapidamente da cozinha, especialmente quando a fome bate!

 

Essas métricas são as mais simples de implementar no seu negócio. Querendo ou não, 99% das coisas que acontecem na sua operação – tanto interna quanto externamente – pode ser resumido à números, basta entender o que você pode calcular naquele processo. Entendendo isso, você abre o leque para o crescimento contínuo e a tomada de decisões estratégicas certeiras, fazendo com que sua margem melhore continuamente, vendo a sua margem crescer enquanto seus custos caem do conforto da sua casa!

 

Agora, para a dica bônus!

Dica_de_Vendas_Business_Intelligence_Inteligencia_de_Mercado_BI_Negocios_relatorios_otimizacao_Oz_Technology_Epoc_Paulo_Gregorin

Sobre os seus produtos e os hábitos de consumo dos seus clientes, as informações mais fáceis de coletar e analisar são o market share do produto nas tuas vendas, e também o horário de consumo deles. Com essas informações, você conseguirá ver para quais produtos você pode conseguir um acordo melhor – ou até mesmo patrocínio de grandes marcas -, como também quais produtos não precisam de divulgação para serem vendidos.

 

Ainda não entendeu o porque isso é importante? Pois bem, vamos lá:

 

Sabendo o horário de pico de consumo dos seus produtos (digamos, entre 22h e 0h é quando mais sai Stella Artois, sendo que depois o consumo de tequila cresce exponencialmente) fica mais fácil entender com quais produtos fazer as famosas vendas conjuntas. Assim, na medida que você for combinando bebidas com petiscos nas promoções para seus clientes, você conseguirá entender o que combina mais na cabeça deles, e o que deveria ser proíbido de ser vendido no seu empreendimento!

 

Uma imagem vale mais que mil dados

 

Depois de ter definido tudo aquilo que você quer parametrizar, criar um sistema para coletar esses dados de uma maneira eficiente, falta saber como transformar eles em algo que fique fácil de visualizar.

Dashboard de Business Intelligence para Restaurantes

A resposta é simples: gráficos. Gráficos de colunas, gráficos de pizza, gráficos de linha, e todos os outros que você puder imaginar. O importante é saber quais gráficos são melhores para quais tipos de dados.

 

O lugar onde se visualizam esse gráficos é chamado de dashboard, e você provavelmente já viu alguns! Desde o Google Analytics até o Facebook Analytics, as plataformas conseguem reunir em uma página com diversos gráficos as informações relevantes sobre a sua operação.

 

Dessa maneira, não importa aonde você estiver, você conseguirá ver o estado da sua operação como se estivesse vendo o painel de um carro! Imagina a cena: você tira a semana para curtir a praia com a família e amigos e, como um bom empreendedor que você é, decide ver como começou a sua operação naquele dia. Você abre o celular e BOOM! Além de ver as informações do dia, você consegue ver o histórico dos outros pra ver quão bem ela começou, e se há necessidade de fazer alguma promoção relâmpago.

 

Quer saber mais sobre como automatizar o seu estabelecimento? Deixe as suas informações nesse formulário, e a nossa equipe entrará em contato com você!

 

Paulo Gregorin
Paulo Gregorin

Estrategista de Marketing Inbound e criador de conteúdo para OZ Technology, formado em Comunicação Social e especializado em Inovação Tecnológica pela universidade de Stanford. Geek nato incorporado em um amante da cultura, informação e artes em todas as suas formas, acredito na proliferação de boas idéias através da comunicação.